quinta, 17 janeiro 2019

Dia da Floresta Autóctone

O AEGE celebrou a 23 de novembro o Dia da Floresta Autóctone. Neste dia os elementos da comunidade escolar foram convidados a semear cada um uma bolota de carvalho alvarinho. Na escola estas sementeiras, terão acompanhamento na germinação e crescimento das plantas, criando um pequeno viveiro que temos esperança de plantar na Primavera. A floresta representa cerca de um terço do território português e é, a par dos oceanos, um dos mais eficazes sumidouros de CO2 de que dispomos. É por isso preocupante sabermos que Portugal é o único país da Europa em que se tem verificado uma redução da área florestal. Semeia uma bolota, faz nascer uma árvore!



 

Semana Europeia da prevenção dos Resíduos

O AEGE assinalou entre os dias 19 e 23 de novembro a Semana Europeia da prevenção dos Resíduos com um conjunto de iniciativas sobre o tema. A semana arrancou com a ação do planetário ERSUC, "A nossa casa é um planeta", uma experiência de cinema imersivo. Os alunos foram levados a refletir sobre a quantidade de resíduos que produzimos no dia-a-dia e das consequências dessa produção no planeta.
Do programa fez também parte a ação, "Faz tu mesmo", dinamizada pela SUMA, que procurou quebrar com o atual padrão de consumo descartável. Através de brainstorming em torno de uma garrafa de vidro com uma mensagem de socorro do planeta, compreendemos a importância de dar uma nova vida aos objetos.

Alunos workshop com lixo marinho

No dia 5 de novembro, os alunos da Escola Básica da Gafanha da Encarnação, puderam usufruir de um workshop de circo contemporâneo experimentando técnicas de equilibrismo e malabarismo com lixo marinho! Houve uma fantástica demonstração de circo contemporâneo utilizando lixo marinho ao som do mar, pelo artista Vasco, do Erva Daninha. Depois, com sacos de plástico, garrafas de plástico, redes e outros materiais que compõem o lixo que as ondas nos devolvem, os alunos experimentaram arte – coordenação, equilibrismo e malabarismo. A atividade, dinamizada pelo 23 Milhas, no âmbito do festival LEME, foi desenvolvida pelo grupo Erva Daninha sob o título “Laboratório: Doca Seca”, com o apoio da Câmara Municipal de Ílhavo e decorreu no pavilhão desportivo da Escola Básica da Gafanha da Encarnação.